Notícias

BMW pede apoio aos senadores catarinenses para a instalação do programa Rota 2030

01 de Março de 2018 Notícias

Ainda na quarta-feira, 28, o senador Dalirio Beber (PSDB-SC), recebeu em seu gabinete, em Brasília, os senadores Paulo Bauer e Dário Berger, para uma audiência com a diretora de Relações Governamentais do Grupo BMW, Gleide M. Souza, além do responsável pelos assuntos governamentais, Saulo Marquezini e o gerente de relações governamentais, Amir Ternes Hamad.
O grupo veio solicitar o apoio político dos parlamentares, junto ao governo federal, para que o programa Rota 2030, novo regime automotivo, que deveria ter sido lançado no final de dezembro, efetivamente saia do papel.
“O Brasil está sem política para o setor automotivo desde o fim do ano passado, quando terminou o Inovar Auto. Trata-se do conjunto de regras que montadoras e importadoras deverão seguir, englobando metas de eficiência de consumo de combustível, incentivo à pesquisa, segurança, entre outros itens”, disse o senador Dalirio.
A indefinição é um problema maior para as montadoras da linha “premium”, que investiram pesadamente no Brasil amparadas pela proteção tarifária contra importados, estabelecida pelo então Inovar Auto.
A fábrica da BMW, em Araquari, possui capacidade total para produzir 32 mil veículos por ano, mas está com 75% da produção ociosa. Tem capacidade para gerar 1300 empregos diretos, e hoje possui 600 funcionários.
Para o senador tucano, é urgente a regulamentação do setor, que gera empregos e renda. “Estamos em março de 2018 sem que se tenha esse novo programa implantado. Em especial, para Santa Catarina, a BMW é emblemática, porque é a nossa única indústria automotiva, a única unidade do grupo alemão no país, e que faz total diferença no incremento da economia catarinense, arrecadando tributos, gerando emprego e renda”, justificou o senador, ao manifestar seu total apoio ao setor.
A mão de obra altamente qualificada de Santa Catarina foi reconhecida pela própria matriz alemã, que considera a produção brasileira como a melhor do grupo BMW. “Com certeza um know how e uma cultura que os trabalhadores catarinenses adquiriram com a instalação da unidade”, completou o senador.
Os senadores devem solicitar uma audiência com o presidente Michel Temer, a fim de tentar agilizar a publicação do programa.