Notícias

Dalirio Beber apela a ministros para obras do Aeroporto de Navegantes e BR 470

25 de Outubro de 2018 Notícias

Na noite de quarta-feira, 24, o senador Dalirio Beber (PSDB-SC) esteve com o ministro do Planejamento, Esteves Pedro Colnago e com o ministro dos Transportes, Valter Casimiro Silveira, em duas audiências para apelar, mais uma vez, na liberação de recursos para as obras do Aeroporto Internacional Ministro Victor Konder, em Navegantes e da BR 470. As duas obras foram, e são prioridades no mandato do senador, como também da bancada catarinense.
“Levamos, em janeiro de 2017, o então ministro dos Transportes, Maurício Quintela, para conhecer a nossa realidade. Na época, sob a minha coordenação, a bancada catarinense se uniu e indicou R$ 80 milhões para a desapropriação, de um total de R$ 150 milhões. Oferecendo assim, ao executivo, um instrumento para viabilizar a desapropriação, que afeta muitos moradores. Não recebemos esse recurso, lamentavelmente”, destacou o senador, reforçando também que o Fundo Nacional da Aviação Civil – FNAC tem R$ 5,9 bilhões, que não podem ser utilizados na desapropriação. “Já apresentamos projeto de Lei no Senado Federal, dizendo claramente que os recursos do FNAC podem ser usados para desapropriação”, enfatizou.
Os recursos
O Fórum Parlamentar Catarinense solicitou a liberação dos R$ 80 milhões, previstos através do Acordo de Cooperação Técnica, assinado em 27 de janeiro de 2017, pelo então ministro dos Transportes, Portos e Aviação Civil, Maurício Quintela, em evento realizado em Navegantes.
O acordo previa a liberação de três parcelas de R$ 40 milhões, uma por ano até 2019, e a última, em 2020, de R$ 30 milhões, totalizando um repasse de R$ 150 milhões. O fato é que, até o momento nenhuma parcela foi repassada.
“Reiteramos aqui, o pleito que já levamos à Infraero, que é a necessidade urgente e prioritária da expansão do Aeroporto de Navegantes, que este ano ultrapassará a marca de 1,5 milhão de passageiros. Sem a desapropriação, a ampliação não é possível. Apelamos para que essa obra seja, efetivamente, uma prioridade para o governo federal”, destacou Dalirio.
Segundo os ministros, o governo federal deverá liberar os R$ 80 milhões, no próximo mês.